Caio Viana Martins




   Na noite de 19 de dezembro de 1938, viajava um trem noturno, vindo de Belo Horizonte para o Rio, e entre as estações de Sítio (Antonio Carlos) e a de João Ayres, um cargueiro, que vinha no sentido Rio-BH, chocou-se frontalmente com o noturno, no qual viajavam escoteiros de Belo Horizonte, que rumavam para São Paulo na primeira classe. No acidente, faleceram instantaneamente o Escoteiro Gerson Issa Satuf e o Lobinho Helio Marcos. Então, os escoteiros construíram macas, acenderam fogueiras para facilitar o trabalho noturno de resgate e se mobilizaram para prestar atendimento aos feridos, que foram encaminhados à Santa Casa de Barbacena.

   Abaixo segue as imagens do desastre do Noturno Mineiro, no Natal de 1938, próximo a João Ayres. “Mais de quarenta cadáveres foram enterrados em Barbacena, para onde foram transportadas as vítimas da catástrofe, sendo muito maior o número de feridos. O desastre deu-se em consequência de um engavetamento de vagõe, cheios de passageiros. Estas fotografias mostram a que estado ficaram reduzidas as composições atingidas” (O Malho, 29/12/1938)


    Dai então que surge um herói, um dos escoteiros de 15 anos, se chamava Caio Vianna Martins, apesar de ter sofrido um trauma na região lombar ele não parou de trabalhar junto dos demais escoteiros de seu grupo. 
      Durante o salvamento seus companheiros, percebendo que este não estava bem e vendo que a situação já estava um pouco mais controlada, solicitaram resgate para Caio, que, vendo os feridos, teria proferido as seguintes palavras: ‘Não, não me carreguem na maca, ainda há muitos feridos, um escoteiro caminha com as suas próprias pernas’. Caio então caminhou, mas o esforço realizado lhe foi letal, e com sintomas de forte hemorragia interna, faleceu assistido pelos pais no dia seguinte. Foi sepultado no Cemitério do Bonfim, Zona Norte de Belo Horizonte. Caio Vianna Martins é um símbolo para os escoteiros brasileiros, empresta seu nome à muitas ruas do país e também ao Conjunto Esportivo Estadual de Niterói, aonde o Botafogo costumava mandar seus jogos, o Estádio Caio Martins. Neste acidente, que ocorreu as 2:05, o socorro, vindo de Barbacena, conseguiu chegar ao local somente as 7 da manhã“.

Monumento em homenagem a Caio Viana Martins em Juiz de Fora

7 Seu comentário é importante:

Monitor Breno disse...

Já ouvir a história desse Escoteiro.....E mesmo lendo 10 vezes, ainda me emociono.

Ruan disse...

Caio viana um exeplo de Escotismo para todos os escoteiros brasileiros

Ruan disse...

Me orgulho muito de ser escoteiro

everson disse...

caio viana foi um escoteiro que foi um escoteiro muito inteligente que afiscou sua vida pra ajudar os colegas quando sofreu um acidente de trem caio teve uma lesão na região lonbar ele falou que o proprio escoteiro caminha com suas proprias pernas

Anônimo disse...

oi eu sou a monica...caio viana martins não foi só um exemplo dos escoteiros brasileiros..ele tb serve como um exemplo de vida!!!caio martins merece mesmo ser homenageado de diversas formas como está sendo hj.ele teve tb hemorragia interna.meus primos de brasilia são do grupo de escoteiros 6ªDF grupo escoteiro caio martins(GECM).e é como eles dizem:uma vez escoteiro,sempre escoteiro.bjuss

FREG disse...

foi uma honra participar do grupo escoteiro caio viana martins do pará. PENA que a me afastei do escotismo, mas irei voltar o mais rapido possivel, porque o escotismo está no sangue.

by: luiz felipe

Anônimo disse...

O G.E. Caio Viana 2º PA estará em breve reabrindo suas portas. Funcionará na Escola Benvida de França Messias, no Bairro de São Brás em Belém.

Postar um comentário

U.E.B

Scouts for World

 
Powered by Blogger | Printable Coupons